INSIGHTS

Aqui você encontra um rico debate sobre assuntos ligados a gestão de risco, gestão de crise, gerenciamento de crises, crise nas redes sociais e cases de crises, no quais podemos aprender muito

| Por:

Qual a função de cada gestor em uma crise?

Em uma situação de crise, cada um deve saber o seu papel dentro da empresa para o gerenciamento caminhar tranquilamente. Uma organização de grande porte, por contar com uma equipe maior, pode ter mais facilidade para estruturar essa hierarquia do que uma empresa pequena, que trabalha com um menor número de funcionários.

No segundo caso, o melhor a fazer é recorrer à ajuda de consultorias especializadas para montar um plano de gestão de crise. A We Plan Before, por exemplo, é pioneira no desenvolvimento desse trabalho no Brasil.

Alguns questionamentos são importantes na hora de criar um plano de ação:

• Qual é a responsabilidade do gestor no momento em que a crise ocorre?

• Como fazer com que ele cumpra o seu papel sabendo exatamente o plano a ser traçado?

Cada um deve ter em mente que é responsável por gerenciar a reputação da empresa, principalmente em momentos de crise. Um passo em falso poderá agravar ainda mais a situação e tornar negativa a sua imagem perante o mercado.

Acompanhe três passos importantes:

Criação de um comitê

O comitê de crise, grupo de pessoas treinadas para acompanhar o levantamento das vulnerabilidades de uma organização, poderá auxiliar os gestores em seus papéis no gerenciamento. Ele verificará se há vulnerabilidade nos processos de prevenção e aplicará treinamento de capacitação aos colaboradores. Também revisará as estratégias para averiguar se tudo está saindo como o planejado. Geralmente os integrantes desse núcleo são: presidente ou diretor-geral e profissionais das áreas de finanças, marketing, fabricação, comunicação, recursos humanos e jurídico.

Papel de cada profissional

Todos possuem funções importantes em momentos de crise. Os profissionais de comunicação, por exemplo, são escalados para informar a imprensa sobre uma crise, enquanto os diretores dão a cara para esclarecimentos na mídia. Os profissionais de recursos humanos e de assistência social prestam suporte aos atingidos. E assim, cada responsável por uma determinada área será convocado para atuar no momento certo.

Comunidade externa

Um gerenciamento de crise não se limita apenas à criação de um comitê e o trabalho dos colaboradores de uma organização. É importante, nesse processo, envolver o público externo, como comunidades e órgãos públicos, para agirem a favor dos reparos aos danos causados.

Quer saber mais como agir em momentos de crise? Fale com a gente: contato@weplanbefore.com.br.